Zen e a Arte da crítica construtiva



Segue a tradução de um artigo entitulado "Zen and the Art of Constructive Criticism" Escrito por que aborda a cultura da crítica, tão presente em nossos dias e inofensiva ou não para aqueles que com elas sabem lidar:

"Se houvesse um único conselho que eu daria para novos profissionais que entram no campo da biblioteconomia seria desenvolver a habilidade de fazer e receber críticas. Isso não é algo que eu tenho sido capaz de encontrar nos currículos dos cursos de biblioteconomia, programas de cursos a distância ou panfletos de conferências. Embora não sejamos formalmente educados na arte da crítica, os profissionais de biblioteca são obrigados a fornecer e aceitar o feedback em uma variedade de situações diferentes. Por exemplo, podemos participar em fazer e receber críticas de e para os colegas, supervisores e pupilos e em outras situações (para eleições, durante as observações em um treinamento, quando fornecemos referências de trabalho, durante a revisão por pares, avaliações anuais, etc.)
Mesmo quando direcionada de forma construtiva, a crítica pode ser um fardo pesado, particularmente para os novos profissionais que entram no campo. A nossa hesitação para educar e engajar em modelos de feedback positivos é sintomático de uma visão preto e branca do mundo. Na biblioteconomia, essa visão se manifesta através de dualidades como catalogação ou serviços públicos; centrados no usuário ou presos no passado; inovador ou resistente à mudança; colegas que nos amam ou nos odeiam. A comunicação é vista como boa ou má, com o delineamento muitas vezes feito em segundos com base na reação instintiva e o contexto em torno de uma determinada situação ou pessoa envolvida. Mas cada situação tem os seus tons de cinza. Embora nós não sejamos nossas ideias e não sermos nossas palavras, muitas vezes colocamos um senso de propriedade e identidade na comunicação. A parte difícil é quando precisamos nos separar aquilo que dizemos daquilo que ouvimos [...] "

O artigo segue e revela ainda:

Por que a crítica é ameaçadora?

Quais as razões certas e erradas para a crítica ?

Razões erradas para crítica:
• defender/desculpar seu próprio comportamento
• para desmoralizar/condenar
• você está de mau humor
• para satisfazer uma terceira pessoa
• para fazer você parecer superior/poderoso

Razões corretas para crítica:
• Comprometimento/preocupação por outrem
• Senso de responsibilidade
• Para educar/tutelar
• Para dar suporte/engrandecer


Como receber e lidar com a crítica construtiva ou não?

Por fim, revela que é preciso ter força emocional e tato para evitar o conflito, embora o importante seja comunicar de forma construtiva, a fim de avançar nos preceitos e paradigmas da profissão e da construção de relacionamentos que aprendam também a primazia da capacidade de dar e receber críticas construtivas ou não!

Texto Original

Texto Completo Tradudizo por Moreno Barros


Foco sempre e saudações a Moreno Barros pela iniciativa

Jorge Cativo

0 comentários:

Visitas

Tecnologia do Blogger.