ARTIGO - A biblioteca escolar e seu relacionamento com a barbárie e a emancipação - Raimundo Martins de Lima



Com uma abordagem sobre bibliotecas escolares que aponta a dualidade de seu papel influente e decisório seja para o processo violação de princípios racionais de convivência e civilidade entre as pessoas, seja contribuindo para a emancipação e desenvolvimento sociocultural e político de sua comunidade, o professor Raimundo Martins de Lima disponibiliza aos usuários do Biblioteconomia Digital, seu artigo que foi apresentado no XXIV Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação, realizado no mês de agosto em Maceió-AL.

RESUMO


O artigo analisa a atuação das bibliotecas escolares, em especial as pertencentes à rede pública municipal de ensino fundamental de Manaus/AM, e as qualifica como estratégias político-ideológicas influenciadas pelo modo de produção capitalista. Ainda em fase de revisão de literatura, objetiva entender as interrelações que a biblioteca escolar mantém com as áreas de cultura e educação, apresentando argumentos que vinculam as suas atividades aos processos de produção cultural e os resultados destas às influências dos conteúdos político-ideológicos que a acompanha desde a criação. Em caráter provisório, conclui que a sua atuação pode configurar-se tanto como atos de barbárie, quanto de emancipação, embora a sua realidade existencial permita inferir que as suas práticas têm contribuído mais para a barbárie, por violar os direitos à informação dos seus usuários preferenciais.

Palavras-chave: Biblioteca escolar. Barbárie. Educação. Emancipação.

Comentários e Sugestões
Raimundo Martins de Lima(PLATAFORMA lATTES)
Professor assistente do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Amazonas e doutorando do Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia da mesma universidade.

E-mail: rdomartins@uol.com.br


Visitas

Tecnologia do Blogger.